QUEM É MESMO O SURDO?

Publicado: setembro 28, 2019 em Uncategorized

O mês de setembro, também denominado SETEMBRO AZUL, é o mês que foi escolhido para comemorar o DIA DO SURDO, dia 26, e para que todos voltem a atenção para eles e para as suas necessidades. Parece-nos estranho falar sobre isso, mas não é! Infelizmente, os SURDOS necessitam de um olhar mais específico e mais cuidadoso, não porque eles precisam mais do que qualquer outro ser humano, mas, sim, porque são discriminados e rotulados.

Pessoas com deficiência, notadamente, tem demonstrado muito mais capacidade, proeminência e criatividade do que muitas que nenhuma deficiência tem, mas, por serem “diferentes”, são sim discriminadas e marginalizadas até! Sim, por causa da “infelicidade” de nascerem ou se tornarem “deficientes”, ainda são vitimizadas por olhares não pouco reprovadores e, até mesmo, olhares de desconfiança.

Em nosso meio, EVANGÉLICO, jamais deverá existir qualquer tipo de discriminação de um deficiente, qualquer rótulo a ele e, muito menos, qualquer olhar de desconfiança ou de reprovação, por DOIS MOTIVOS muitíssimo simples e extremamente importantes e oportunos para esse momento, que encontramos na Palavra de Deus:

O PRIMEIRO é que qualquer ser humano sobre a face da terra foi feito por Deus e, “…à Sua imagem e semelhança!” Portanto, como criaturas de Deus, o que nos diferencia dos animais, por exemplo, e nos aproxima e nos permite relacionar intimamente com o nosso Criador, não tem nada a ver com o que é físico, mas, sim, com tudo que é subjetivo, transcendente e que não se pode ver com os olhos!

O fato das Escrituras afirmarem categoricamente que fomos feitos “…à imagem e semelhança de Deus” significa que podemos pensar, podemos sentir, nos emocionar, e podemos tomar decisões – e é justamente essas qualidades que nos fazem seres humanos capazes da realização de coisas tremendas, e isso nada tem a ver com o que é físico ou material! Portanto, uma deficiência física jamais será limitadora de realizações fantásticas e espetaculares por alguém que fora feito à semelhança do próprio Deus!

Mas o SEGUNDO MOTIVO que a Palavra de Deus nos dá sobre o que estamos abordando, e que é extremamente importante e oportuno, é que esse Deus maravilhoso, que nos criou à Sua imagem e semelhança, não faz ACEPÇÃO DE PESSOAS e, definitivamente, nós também não deveremos fazer!

Fazer ACEPÇÃO de pessoas é profundamente injusto, porque usamos regras e parâmetros que nós mesmos estabelecemos! O homem traz consigo um conjunto de traumas, preconceitos, e ranços que interferirá muito nos seus julgamentos, e um deles é discriminar aquele que é diferente fisicamente. Não foi sem motivo, por exemplo, que Deus disse para Samuel: “…porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.” I Sam. 16:7

Quem é mesmo o “SURDO” senão aquele que não ouve que Deus espera que tenhamos olhos de compaixão para olhar qualquer semelhante nosso com os mesmos olhos dEle – olhos que vislumbram o potencial maravilhoso que cada um tem em Suas preciosas mãos, porque, certamente, a única “DEFICIÊNCIA” que jamais deveríamos ter é a da CEGUEIRA ou SURDEZ para aquilo que Deus deseja para as nossas vidas – e isso não tem nada a ver com o que é físico!

Um feliz dia para os nossos SURDOS, e que eles ouçam, com a voz do coração, Deus os chamando para um maravilhoso relacionamento de amor com Ele! Amém!

Pr. Élio Morais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s