CAIA EM SI AGORA!

Publicado: dezembro 13, 2019 em Uncategorized

“Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome!” Lucas 15:17

Não há como não nos emocionar ao contemplarmos a bela e trágica história do filho que não percebe o quanto era feliz junto ao amoroso pai; que resolve dar largas aos desejos do seu enganoso coração; que vai experimentar os prazeres transitórios do pecado; que ali, comendo dos alimentos que eram oferecidos aos porcos, finalmente reconhece o quanto errou, resolve voltar para o aconchego do lar, e a PARTE MAIS EMOCIONANTE, encontra o pai, de braços abertos, esperando-o para voltarem a viver uma vida de comunhão maravilhosa juntos.

Sugiro aos queridos que gastem bastante tempo lendo essa parábola e tirando lições preciosíssimas dela, afinal, foi precisamente para isso que o Senhor Jesus a contou!

Fazendo uma aplicação para os nossos dias hoje, podemos dizer que quem já experimentou a boa nova do Evangelho, quem já teve um encontro de amor com o Senhor Jesus e está flertando com as coisas do mundo ou até mesmo entrando de cabeça nele, está sim fazendo como o FILHO PRÓDIGO.

Durante um certo tempo, enquanto ele podia confiar naquilo que ele tinha de recursos, ele não se apercebia o quão perigoso, solitário e nefasto era viver sem a comunhão com o Pai. Ele estava obstinado e cego pelas ilusões do mundo e não se apercebia que o mundo não somente era o pior lugar de se viver, mas, também, que Satanás cobrava muitíssimo caro daqueles que desejavam lhe satisfazer os seus desígnios.

De fato e de verdade, não sabemos tudo o que o FILHO PRÓDIGO passou ao perambular por caminhos longe do PAI. Mas, fato é, que ele “CAIU EM SI”. Ele percebeu que a vida dos trabalhadores mais simples do seu PAI era mais digna do que a vida que ele estava levando. Depois de uma dolorosa e desnecessária experiência ele percebeu que a casa do PAI era o lugar mais seguro para se estar, era o lugar de onde ele jamais deveria ter saído, e era pra lá que ele decidiu voltar!

Ao fazer isso, ele contempla a cena mais maravilhosa que ele jamais podia imaginar: O Pai estava com os braços abertos esperando-o! O Pai já o havia perdoado! O Pai o queria no aconchego do Lar, sempre quis! O Pai não via a hora de tê-lo de volta aos seus afetuosos braços de amor! Rigorosamente por isso o Pai vai dizer: “Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.” Lc.15.22-24

A maior lição que podemos tirar dessa história é: Quais foram os passos que esse FILHO PRÓDIGO deu antes de tomar a trágica decisão de deixar o Pai e ir para o mundo? Será que foi totalmente de repente? O que o PRÓDIGO deixou de valorizar enquanto estava na casa do Pai? Terá o PRÓDIGO se aconselhado com alguém? Será que o PRÓDIGO tinha, de fato e de verdade, comunhão com o Pai? Terá o PRÓDIGO sido influenciado, quem sabe, por algum AMIGO?

Para finalizar, quero dizer que a história do FILHO PRÓDIGO terminou bem, mas, infelizmente, muitas histórias como essa tem terminado muitíssimo mal, então, a propósito, não espere “CAIR EM SI” somente em meio ao sofrimento, mas, CAIA EM SI AGORA e curta o PAI! Reconheça a maravilha que é estar na companhia do PAI!

Que o Senhor nos ajude a valorizar a comunhão que temos com Ele! Amém.

Pr. Élio Morais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s