VALORIZANDO AS ESCRITURAS!

Publicado: dezembro 8, 2017 em Uncategorized

“Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, há muito já teria eu perecido na minha angústia.” Sal. 119:92

Sempre no segundo domingo do mês de dezembro os batistas brasileiros comemoram o DIA DA BÍBLIA. Quanta significância nesse livro fantástico! Quantas vidas transformadas e quantos lares edificados sobre os fundamentos deste Livro maravilhoso.

O salmista Davi, numa demonstração inequívoca do seu apreço pela Palavra de Deus, fez uma declaração de amor por ela de uma forma jamais vista por outro homem algum. No Salmo 119 ele não somente exalta a importância das Escrituras, mas, também revela o seu profundo amor por elas. Dezenas de vezes ele falará da Palavra de Deus dessa forma ou de outras bem parecidas: “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia!”. Definitivamente ele não se furta em dizer o quanto ama e tem prazer na lei do Senhor.

Num passado não muito remoto os evangélicos de um modo geral, e os batistas mais especificamente, eram conhecidos na sociedade como “os bíblias”, tal era a nossa identificação com a Palavra de Deus e tal era o compromisso demonstrado em atitudes totalmente pertinentes aos ensinos ali contidos. Infelizmente, no início do século XXI, quando deveríamos estar muito mais apegados às Escrituras, uma vez que a proximidade com os dias maus é cada vez mais real, nós simplesmente temos nos distanciado delas.

Infelizmente, em nosso mundo pós-moderno e globalizado, um mundo cuja ciência se multiplica exponencialmente, o amor e o ardor pelas Escrituras tem sido cada vez mais escassos – cada vez mais, jovens, adultos e crianças desconhecem e não vivem mais tão dependentes da Palavra de Deus e isso rigorosamente precisa nos incomodar como líderes espirituais, como pais, como professores e como pessoas formadoras de opinião – definitivamente essa nova geração que está surgindo precisa ser incentivada a valorizar esse livro que não é qualquer livro, mas, sim, o Livro onde está a Palavra de Deus revelada.

Neste versículo 92 do Salmo 119, o salmista vai dizer: “Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, há muito já teria eu perecido na minha angústia.” Ele reconhece que, dentre outras coisas, a Palavra tem um poder maravilhoso para o livramento das dores da alma. Ele sabe sobremaneira que em momentos quando definitivamente nada nem ninguém pode fazer algo por ele a Palavra de Deus surgirá poderosa e consoladora, trazendo-lhe um bálsamo para o coração. Contudo, há uma condição ali para que a Palavra possa livrar qualquer um de grandes angústias: ela precisa fazer parte da ordem das coisas que nos dão prazer. É o que ele vai dizer, observe: “Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, há muito já teria eu perecido na minha angústia.”. Isso combina com a prioridade que o Senhor Jesus nos exorta a ter com as coisas concernentes ao seu Reino: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a Sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas”.

Que esse dia tão especial, o Dia da Bíblia, possa ser comemorado todos os dias por aqueles que têm experimentado o grande valor dela. Amém.

Pr. Élio Morais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s