SAINDO DO LUGAR!

Publicado: novembro 8, 2017 em Uncategorized

Infelizmente, todo ser humano está sujeito a momentos onde sua melhor opção de vida é ficar absolutamente parado como quem vê a “banda passar”. Momentos em que definitivamente a melhor coisa a fazer é se aquietar nas mãos dAquele que sabe até quantos cabelos temos na cabeça, a fim de que Ele nos mostre que está no controle de tudo e que devemos esperar nEle. Estou certo de que nesses momentos o aquietar-se parece ser a decisão mais sábia, porque essa quietude será a precursora de fatos e desdobramentos que, muito provavelmente, serão desencadeadores dos resultados que queremos.

Mas nesses dias tenho pensado sobre a extrema necessidade de se fazer algo a despeito de um quadro onde tudo conspira para que a letargia e a estagnação prevaleçam. Tenho pensado sobre a absoluta e fundamental necessidade de se sair do lugar onde está, ainda que seja dando apenas um pequeno passo. Aliás, sobre isso, acho que ninguém foi mais feliz ao escrever uma frase, do que o saudoso e conhecidíssimo cantor e compositor pernambucano, Chico Science, quando disse: “Um passo à frente e você não estará mais no mesmo lugar”. Acho que o inesquecível poeta estava falando sobre a eficácia da ação – sobre quão importante e eficiente é dar nem que seja um único passo à frente, o que seria suficiente para não se estar mais no mesmo lugar.

Embora a vida nos imponha certas fases em que definitivamente nada se move e acontece e nenhum fato novo se avizinha para sairmos do lugar comum e das cercanias da mesmice, ainda assim há de se buscar uma maneira de dar um passo à frente e sair desse lugar que aprisiona, que mina as forças, que nos faz enterrar dons e talentos e nos impede de vislumbrar um futuro glorioso. Sim, bastará um pequeno e suficiente passo e sair-se-á da onde está para contemplar novas e alvissareiras possibilidades de para a vida!

Albert Einstein, disse uma frase adequadíssima para o que estamos refletindo: “Nada acontece até que algo se mova”! É fato, nada acontece se algo não for feito, ainda que tão somente um passo à frente seja dado!

Nesses momentos, não fazer nada será rigorosamente se acomodar a um estado em que “tudo ficará como dantes na terra de Abrantes”. Significará a conformidade com a inoperância e a estagnação. Significará a insensibilidade, talvez, à antiga chama que queimava e inquietava o coração! Será nivelar por baixo e contentar-se com muito menos daquilo que o Senhor intentou e projetou. Por isso, nada deverá ser empecilho para o passo à frente, que tira alguém da inoperância! Nenhum medo, principalmente do desconhecido, deverá ser mais forte do que o vislumbre de novos desafios! Nenhuma zona de conforto poderá ter suas demarcações tão fortemente incrustadas na vida ao ponto de impedir que se deseje a realização de proezas que valorizem a vida e tragam glórias para Deus!

Há de se dar um passo e sair de Harã. Há de se deixar a terra e a parentela. Há de se construir arcas sem nem mesmo saber o que é chuva! Há de se ir para o altar do holocausto mesmo sem saber qual será o sacrifício! Há de se sair para construir muros e restaurar templos! Há de se deixar Jerusalém, Samaria, Judeia e ir aos confins da terra!

 “E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos.” Rm 13.

Pr. Élio Morais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s