SAUDADE DE DEUS

Publicado: maio 30, 2014 em Uncategorized

saudade de Deus 2Não me lembro de quando foi a primeira vez que li ou ouvi essa sentença, mas lembro-me muito bem dela ter me causado uma leve estranheza ou um pequeno incômodo porque, a princípio, fiquei pensando que o sentimento saudade não se aplicaria à relação que temos com Deus, mas, depois, analisando melhor, vi que poderia ter tudo a ver sim.

Quando pensamos em saudade nós pensamos logo em lonjura, ausência, distância, falta de alguém que está muitíssimo longe e gostaríamos que estivesse muitíssimo perto. Quando pensamos em saudade provavelmente o primeiro pensamento que nos vem à mente combina com a bonita e melancólica definição dos índios Yanomamis, que define saudade como:

“A dor do vazio que você me deixou!”saudade de Deus 6

Mas saudade não se sente somente com a distância e, tampouco, é um sentimento que surge somente quando uma pessoa amada sai de perto de nós, não! A saudade surge porque não conseguimos mais viver sem a convivência com a pessoa que amamos. A saudade surge, já, com a possibilidade de não estar perto! Então, não é que sentiremos saudade apenas quando alguém vai embora, nós sentimos saudade também quando ela está perto – é sentimento que não se acaba, é desejo de manter a convivência, de se ver, de se ouvir, de se tocar e não somente isso, mas de intensificar essa convivência, de torná-la mais aguda e cada vez mais interessante.

Saudade é sentimento interessante, para muitos é indecifrável, e não é sem motivo que, de acordo com um artigo de um conhecidíssimo jornal norte americano, a palavra portuguesa saudade está entre as dez palavras que não são de língua inglesa, de mais difícil tradução. E o poeta português Fernando Pessoa fez questão de ironizar isso ao escrever:

“Saudades, só portugueses conseguem senti-las bem, porque têm essa palavra para dizer que as têm.”

saudade de Deus 3Em se tratando de Deus, poderíamos dizer que sente saudade dEle quem se relaciona com Ele sabendo quem de fato Ele é! Sente saudade de Deus quem se relaciona com Deus sabendo que Ele é um ser pessoal, que ama, se emociona, se alegra e também nutre o mesmo sentimento! Sempre estará saudoso de Deus aquele que experimenta a Sua doce companhia, a Sua presença consoladora, o Seu ouvido inclinado para ouvir, a Sua paciência longânime nos esperando na viração do dia, e aquele que acha insuportavelmente doloroso não tê-lo por perto!

O escritor Rubem Alves disse algo bem interessante:

“Saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar”.

 Não tem como não espiritualizar isso e pensar, por exemplo, no salmista quando vai dizer assim no Salmo 42, versos 1 e 2:

“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei e me verei perante a face de Deus”?saudade de Deus 4

Ter saudade de Deus, longe de ser uma característica de alguém que está vivendo longe dEle, pode e deve ser a característica de uma alma que jamais se contentará em viver sem Ele! Saudade de Deus é o desejo da alma de manter a inigualável convivência do paraíso. É o desejo de que o Espírito Santo confirme sempre com o nosso espírito dizendo-nos que somos filhos de Deus! É o desejo da alma de experimentar o frescor de um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus! É o desejo de ter logo um corpo glorificado para conhecer ao Senhor como de fato se é conhecido por Ele.

saudade de Deus 1Será que não tem faltado um pouco dessa saudade em nosso meio? Será que muitas vezes o povo de Deus não está convivendo relativamente bem com o mundo e os seus atrativos e deixando de sentir saudade do Senhor e de tudo o que Ele é? Será que não está faltando em nós a saudade do primeiro amor que sentimos por Deus, que nos levava a passar horas intermináveis aos seus pés?

“Quão amáveis são os teus tabernáculos, SENHOR dos Exércitos! A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne exultam pelo Deus vivo! O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, SENHOR dos Exércitos, Rei meu e Deus meu! Pois um dia nos teus átrios vale mais que mil.” Salmo 84.

Com saudades de Ti, Senhor!

Pr. Élio Morais

Anúncios
comentários
  1. Juliana Assis disse:

    Tiiio!
    Palavras muito bem colocadas, me fez refletir algumas coisas e a emocionar também.
    Deus abençoe o seu ministério.

    p.s. estou gostando de ver, começou a postar artigos com mais frequencia. =)

  2. Milzede Albquerque disse:

    Que texto gostoso! Como exprime bem os sentimentos da alma anelante pela presença divina. Obrigada por, muitas vezes, falar por nós, Pr. Élio Morais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s